28/07/2014 17:20
26/07/2014 19:10
25/07/2014 12:46

FEUP TESTA AUTOCARRO LEVE E MENOS POLUENTE
A Faculdade de Engenharia da Universidade do Porto está a testar um novo modelo de autocarro. O Civita-Bus pesa menos 380 quilos que o autocarro que lhe serviu de base, consome menos combustível e emite menos poluentes para a atmosfera.
foto
foto
foto
foto
foto
Anterior Proxima
Se costumas apanhar o teu autocarro no Hospital de São João, com certeza já deste de caras com um autocarro mais pequeno que o normal, com algumas características especiais. Pois bem, trata-se do Civitas Bus, um veículo desenvolvido pela Faculdade de Engenharia da Universidade do Porto (FEUP).

Ainda em fase de testes, o autocarro pretende ser mais leve que os restantes, consumir menos combustível e, consequentemente, emitir menos gases poluentes para a atmosfera. A parte do peso já foi conseguida: o Civitas Bus pesa menos 380 quilos do que o autocarro que lhe serviu de base. Quanto ao resto, só se saberá no próximo mês, altura em que terminam os testes.

Além destas vantagens, o autocarro desenvolvido pela FEUP apresenta uma carroçaria especial. Constituída por um elemento só, é feita de resina reforçada por fibra de vidro, o que evita um desgaste rápido dos elementos estruturais, que podem «durar até 50 anos», segundo Nuno Couto, um dos investigadores da equipa Civita Bus.

O engenheiro mecânico garante que a produção de veículos deste género «é mais rápida e tem acabamentos de maior qualidade».

Neste momento, a equipa de investigadores está a analisar a relação entre a carga do autocarro e o consumo diário de combustível.

Para os mais curiosos, o Civita Bus tem feito algumas viagens na zona da Asprela. Não há bilhetes, sendo a lotação limitada a 36 pessoas. As viagens gratuitas realizam-se entre as 7h30 e as 20 horas. Há cinco paragens: Hospital de São João, FEUP, Pólo Universitário, Agra e ISEP.

O projeto, coordenado pela Câmara Municipal do Porto, pretende «auxiliar as cidades europeias a melhorar a qualidade ambiental nas suas áreas urbanas». Depois de terminados os testes, é objetivo da equipa manter em circulação o autocarro.  

POR SARA MARQUES MOREIRA 05/04/2012 10:50
ESTE ARTIGO FOI ESCRITO AO ABRIGO DO NOVO ACORDO ORTOGRÁFICO